Rodrigo Maia (DEM-RJ) enxerga cenários diferentes entre o Brasil e Chile
Rodrigo Maia (DEM-RJ) enxerga cenários diferentes entre o Brasil e ChileFoto: Paullo Allmeida/ Folha de Pernambuco

As tentativas de comparação relacionando a crise social-político-econômica do Chile e o Brasil foram desmitificadas pelo presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia (DEM-RJ). “A reforma previdenciária, no Chile, foi feita num modelo autoritário. Nossas reformas estão sendo feitas numa democracia”, esclareceu.
  
Maia comparou os sistemas de estados europeus com o brasileiro para pedir a agilidade entre os parlamentares para a votação e aprovação das reformas. “O Estado brasileiro de vez de ser como na Europa – que distribui a renda -, hoje é um instrumento de concentração de renda. Boa parte desses recursos a gente não sabe nem como é executado. Acho que reorganizar o Estado brasileiro é uma questão urgente”, alertou.

O presidente alertou para a importância da recuperação da credibilidade da política junto à sociedade brasileira. “A política deixou de ser um instrumento de esperança das pessoas e temos que recuperar o prestígio e confiança que a sociedade perdeu na política. Independente de posição, como cada um pensa, o importante que o parlamento, que é a casa da sociedade, é casa do dialogo”, disse.

assuntos

comece o dia bem informado: