'Ele está imbuído em servir a pátria', declarou Jair Bolsonaro (PSL) sobre Sérgio Moro no Ministério da Justiça
'Ele está imbuído em servir a pátria', declarou Jair Bolsonaro (PSL) sobre Sérgio Moro no Ministério da JustiçaFoto: Tânia Rêgo/Agência Brasil/

O presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL) disse, nesta quinta-feira (1º), em entrevista à Record, que a conversa que confirmou nome do juiz federal Sergio Moro como futuro ministro da Justiça foi proveitosa e que o magistrado lhe pediu "meios e liberdades para combater a corrupção e o crime organizado, ao lado das leis e da Constituição, obviamente".

Segundo Bolsonaro, na conversa, o juiz da Lava Jato lhe disse o que gostaria de fazer na área da Justiça na hipótese de ter que deixar a 13ª Vara Criminal Federal de Curitiba. Segundo o relato do presidente eleito, mesmo com a saída de Moro do Judiciário para ingressar na carreira política, a Operação Lava Jato não será esquecida.

Leia também:
Moro deve pedir exoneração e Lava Jato será tocada pela substituta Gabriela Hardt
'Se Moro combater a corrupção ajudará o país', diz Fernando Henrique
Petistas contestam isenção de Moro após juiz aceitar convite de Bolsonaro
Presidente da Ajufe cumprimenta Moro por aceitar ministério da Justiça
Moro pode ser candidato a presidente em 2022, dizem auxiliares de Bolsonaro


Sorrindo, Bolsonaro disse que viu Moro como "um jovem universitário recebendo um diploma, com muita vontade de realmente levar adiante a sua agenda". Ainda segundo o presidente eleito, a partir da semana que vem, Moro já poderá participará da transição de governo.

"Ele está imbuído em servir a pátria, abandonando 22 anos de serviço, mas tenho certeza que o povo brasileiro o admirará mais ainda com essa decisão", encerrou a declaração. Moro aceitou o convite de Bolsonaro na manhã desta quinta, após reunião com o presidente eleito no Rio.

veja também

comentários

comece o dia bem informado: